quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

AJUDA AO HAITI

Os recursos serão destinados às ações de socorro imediato, reconstrução e recuperação das condições de vida do povo haitiano. Só no Brasil, através da Cáritas Brasileira, já foram arrecadados R$ 1.331.717,00. Deste total, R$ 500 mil já foram enviados na última semana.
A previsão da Cáritas Internationalis é que, em dois meses, 200 mil pessoas tenham sido ajudadas no Haiti com as doações de Cáritas.
Neste fim de semana (30 e 31), a equipe da Cáritas, provenientes de várias partes do mundo, iniciou os trabalhos de planejamento junto à Cáritas Haiti em Porto Príncipe. O objetivo foi conhecer a estrutura que a Cáritas haitiana ainda tinha para implementar a “chamada imediata de emergência” de maneira que assegure a ajuda humanitária de forma qualitativa. De acordo com Hector Hanashiro, coordenador de emergências da Cáritas para a América Latina e o Caribe, todas as pessoas que trabalharão como voluntárias ou contratadas deverão ter o acompanhamento direto do pessoal da Cáritas Haiti equivalente à função.
Técnicos em saúde, logística, distribuição, saneamento e água estão sendo solicitados às Cáritas de todo o mundo para compor a equipe no Haiti. Contadores também se integrarão aos profissionais requisitados para que “se possa assegurar, desde o princípio, a responsabilidade e a transparência financeira com as doações enviadas”. “É importante esclarecer que os fundos arrecadados serão utilizados para oferecer uma resposta de alta qualidade, sob os requisitos dos doadores e do sistema interno da Cáritas Haiti, que já está definindo estes detalhes”, disse Hanashiro em comunicado à Cáritas Brasileira.
As necessidades urgentes, segundo Hanashiro, continuam sendo alimentação, saúde, água potável, saneamento e abrigos. Há ainda problemas com grupos importantes de mulheres grávidas, crianças órfãs, famílias com algum desaparecido ou ferido que foi enviado a outras localidades, incluindo hospitais na República Dominicana. “Dada a quebra da economia haitiana, é imperativo gerar imediatamente formas de trabalho temporário e, em longo prazo, emprego sustentável”, alertou ele.
O Brasil também responde Em carta divulgada, o presidente da CNBB, dom Geraldo Lyrio Rocha, e o presidente da Cáritas Brasileira, Dom Demétrio Valentim, conclamam todas as comunidades eclesiais, paróquias e dioceses a promoverem orações e coletas em dinheiro para as vítimas do desastre.
As doações em dinheiro podem ser feitas nas seguintes contas bancárias: - Banco do Brasil - Agência: 3475-4; Conta Corrente: 23.969-0; - Caixa Econômica Federal - OP: 003; Agência:1041; Conta Corrente:1132-1; - Banco Bradesco - Agência: 0606 ; Conta Corrente: 70.000-2. CNPJ da Cáritas Brasileira: 33.654.419/0001-16
Outras informações no site www.caritas.org.br Fonte: Cáritas Brasileira

Nenhum comentário: